Os caminhos tortuosos do União Frederiquense no início da competição

Depois de quatro rodadas, muitos quilomêtros rodados e pouco futebol

A temporada do futebol frederiquense em 2016 começou com os torcedores do União tendo sua esperança inflada pela pré temporada, onde o clube desempenhou um bom papel. Depois de toda uma novela envolvendo o início da Divisão de Acesso, o time da Velha Barril pegou a estrada rumo a Serra Gaúcha. O primeiro desafio foi contra o Caxias.

6122_68971

Foto: Renato Padilha/Folha do Noroeste

No caminho para a terra da uva, o pensamento não poderia ser outro, era sim possível obter um bom resultado. Além da ansiedade pela estreia, quem se deslocou até Caxias do Sul pode desfrutar de uma das mais belas regiões de nosso estado. Nossa Serra notabiliza-se socioculturalmente pela acentuada influência alemã e italiana, e suas características de hospitalidade estampada a cada aperto de mão, e claro, na sua gastronomia privilegiada. Logicamente, não conhece a serra quem não prova de seus sabores.

Pena para o Leão da Colina que a hospitalidade não viria a encontrar espaço entre os jogadores da Sociedade Esportiva e Recreativa Caxias. Clube que marcou seu nome no cenário do nosso futebol, fazendo boas campanhas, o que lhe rendeu o direito de mostrar sua força Brasil afora. Tendo ao seu lado o imponente estádio Francisco Stédille, o conhecido Centenário, e sua apaixonada torcida os donos da casa não tomaram conhecimento do Leão da Colina, que como uma atração felina de circo, entrou, deu a patinha e foi embora, com 3 a 0 no placar.

O União voltaria a Serra Gaúcha após duas partidas em seus domínios sem obter êxito, fazendo com que a boa expectativa dos torcedores no começo da competição transforma-se em desespero depois de três rodadas. O caminho agora levava a Bento Gonçalves, cidade que carrega o nome do herói farroupilha, que poderia ser símbolo de mudanças no tricolor. Contra o Esportivo, outro time tradicional do Rio Grande do Sul, a equipe de Marcelo Caranhato precisaria mostrar muito mais do que havia mostrado.

10394586_1130356466976043_3803309642693223266_n

Foto: Thiago Henrique/O Alto Uruguai

Talvez, pensasse o torcedor, a bela paisagem e o bonito e bem cuidado Montanha dos Vinhedos poderia ser palco da primeira vitória. Mas o desafio para o tricolor seria maior do que a montanha que da nome ao estádio. No ar, a apreensão de todos. A expectativa não era uma vitória mas a esperança de mudanças ainda aparecia, por mais tímida que possa estar.

Bento Gonçalves possui sua economia baseada em sua produção vinícola, agrupando também um grande polo industrial. Outra característica da cidade é ser forte rota turística, o que pode ter confundido os jogadores do União Frederiquense, que novamente viajaram a passeio. Ao final do jogo com poucas oportunidades e baixo nível técnico, o time novamente saiu com uma dolorosa derrota, mais um 3 a 0.

A história se repetiu, o que começou mal na serra, também na serra terminou pior. Caranhato caiu e não é mais técnico do Leão. Sua culpa? Talvez boa parcela sim. O vestiário não estava em suas mãos. Sua falta de coerência fez seus conceitos caírem por terra, sucumbindo com um time montado sob má avaliação. Foi-se embora quem parecia não estar aqui, já que suas mudanças nunca surtiram efeito desejado, que teve seu maior erro ao pensar que treinava um time melhor do que realmente é.

O novo chefe

O time, assim como quem esperançosamente o acompanha, voltou a Frederico Westphalen com a certeza de que a equipe e direção, pecaram em vários aspectos nesse início de temporada, resta saber onde essa viagem pela divisão de acesso terminará. Para as próximas viagens rumo a vitórias, o elenco já tem novo comandante, Daniel Franco, novo técnico do clube, terá o grande desafio no momento: fazer o time estrear no campeonato.

O novo treinador terá o desafio de alavancar a moral de um elenco com dificuldades em muitos setores. Em outras palavras, Franco terá que começar da “estaca antes do zero”, pois ainda não possui um grupo fechado, que sofrerá possíveis dispensas e agregará novos nomes.

Texto: Rodrigo D’avila
Foto: Thiago Henrique/O Alto Uruguai

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]