Festa da Semente Crioula resgata tradições e incentiva alimentação saudável

O último sábado, 2, foi marcado pela realização da 5ª Festa da Semente Crioula, tradicionalmente realizada em Seberi. Promovida pelo Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), o evento celebrou as tradições mais simbólicas do campesinato, como a relação com a terra e o respeito ao ciclo natural da vida, representado na seleção e partilha das sementes.  

Participaram da programação autoridades locais e regionais, lideranças de diferentes movimentos sociais, além de agricultores e caravanas de toda a região. Débora Varoli, representante do MPA e uma das organizadoras do evento, falou sobre as origens da celebração e a importância da mesma para o campesinato: 

.
As atrações se estenderam durante todo o dia, com culto ecumênico, Feira Agroecológica, apresentações culturais, almoço com cardápio orgânico, troca de sementes e baile camponês.

Também a frente do MPA, Frei Sérgio Görgen, falou sobre a importância da festa para divulgar as culturas que vão contra o sistema hegemônico de alimentação: 

.
Os camponeses e camponesas entendem que as sementes são um grande tesouro, pois elas significam autonomia, cultura e Soberania Alimentar para os povos.  O MPA busca e reafirma, por meio de eventos e ações como a Festa da Semente Crioula, o compromisso com a defesa, o resgate, o melhoramento, a multiplicação e a conservação das sementes, mudas e raças crioulas.

Também presente no evento, o deputado estadual Edegar Pretto, destacou sobre a importância da Festa da Semente Crioula: 

 

Uma causa nacional

Sementes Crioulas não são só os grãos, mas também plantas, animais, flores, árvores nativas, frutas, ervas, plantas medicinais e muitas outras variedades mantidas e selecionadas por várias décadas e gerações pelos camponeses e povos tradicionais. Estas sementes fazem parte da origem da Agricultura e da vida das famílias que vivem e produzem no campo. 

Resgatando e mantendo estas origens, durante a Festa da Semente Crioula de Seberi também foi lançada a campanha nacional “Cada família adota uma semente”.   A estratégia da campanha é que cada família camponesa assuma o compromisso de adotar uma nova variedade de semente de qualquer cultura vegetal ou raça animal. Aquela que desperte maior interesse para cada família, por sua identidade, seu território, como parte da afirmação do modo de vida Camponês.

A família passa a se tornar uma guardiã dessa semente, garantindo sua propagação. Depois de adotar a família deve organizar a reprodução, multiplicação e a distribuição dessa semente.  O objetivo é criar uma grande rede de sementes crioulas, recuperar as que estão escassas e ampliar a produção.  

Confira os registros da 5ª Festa da Semente Crioula de Seberi: 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]