Fato ou fake: É falso que 82% das grávidas sofrem aborto espontâneo após tomarem a vacina contra a Covid-19

É FALSO que 82% das grávidas sofrem aborto espontâneo após tomarem a vacina contra a Covid-19. A desinformação que circulou pelo WhatsApp apresentou informações erradas sobre um estudo publicado em uma revista científica americana.
O estudo não indicou que 82% das grávidas que participaram da pesquisa sofreram com abortos espontâneos. Na verdade, a pesquisa informa um percentual de 12,6%, considerado dentro do esperado, e sinaliza que os dados encontrados até o momento não mostram sinais preocupantes relacionados à segurança dos imunizantes em gestantes.
Segundo a pesquisa, o percentual esperado estava entre 10% e 26%. Embora não seja diretamente comparável, as proporções calculadas de gravidez adversa e resultados neonatais em pessoas vacinadas que tiveram uma gravidez completa foram semelhantes às ocorrências relatadas em estudos antes da pandemia.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]