Comunidade frederiquense elege suas prioridades para Consulta Popular

Com o plenário da Câmara de Vereadores de Frederico Westphalen lotado, foram apresentadas as demandas e propostas para a utilização do recurso destinado para Consulta Popular, orçamento 2018. Cerca de 2,4 milhões de reais serão utilizados em áreas escolhidas pela população do Corede Médio Alto Uruguai.

Cinco projetos foram explanados para a comunidade:

– Aquisição de equipamentos para o serviço de quimioterapia do HDP;

– Fortalecimento das Cadeias Produtivas;

– Reaparelhamento dos órgãos de segurança pública;

– Formação Continuada de professores

– Regionalização do Turismo

O prefeito José Alberto Panosso usou a palavra para convocar a população a participar da Consulta:

 

Saúde é prioridade

A saúde foi a área escolhida como prioritária, sobretudo no que diz respeito a aquisição de equipamentos para o serviço de quimioterapia a serem instalados no Hospital Divina Providência. O presidente do HDP, Silvestre Vargas Filho, destacou que esses equipamentos são de fundamental importância para a população regional, que atualmente realiza o deslocamento para outras cidades, como Passo Fundo e Erechim, para serem atendidos por esse tipo de serviço:

 

Segurança

O aparelhamento dos órgãos de segurança também foi elencado como uma demanda necessária, principalmente a aquisição de novos veículos. O Capitão do 37° BPMM, Mateus Scremin,  destacou essa importância:

O chefe de segurança do presidio estadual de Frederico Westphalen, Olivério Rosado, chamou a atenção para as necessidades que a casa penitenciária vive atualmente, e solicitou que o recurso também seja utilizado para sanar tais problemas:

 

Agricultura, educação e Turismo

A Bacia Leiteira e o fortalecimento desse tipo de Cadeia Produtiva também foi uma questão abordada. O Secretário Municipal de Agricultura, Cléber Cerutti, destacou que, por mais que a saúde e segurança sejam fundamentais, é necessário que se olhe com carinho para outras demandas:

A educação ganhou espaço entre as necessidades elencadas, e foi defendida como destino de recursos, pela Secretária de Educação Eracilda Assumpção:

Outro ponto levantado diz respeito a regionalização do turismo, que em nossa região se estabelece prioritariamente no turismo religioso e rural. Essa questão também estará disponível na consulta.

 

Participação popular é fundamental

Na última consulta popular, em 2016, o número de votos em nossa cidade não atingiu o esperado e sequer chegou a 500 votos. Nesta edição existe um número mínimo de votantes para que o recurso seja liberado. A próxima etapa da consulta acontecerá em Julho, quando acontecerão as assembleias regionais, já a votação aberta para a população acontece nos dias 01, 02 e 03 de agosto.

Cada eleitor poderá votar em apenas um projeto dentre os cinco propostos, os três mais votados da região serão incluídos no orçamento do estado.  

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]