Após término de concessão, lombadas eletrônicas estão desativadas no RS

Após término de contrato com a empresa Eliseu Kopp & Cia, vigente desde 2010, rodovias gaúchas estão sem monitoramento dos chamados controladores eletrônicos de velocidade, popularmente conhecidos por lombadas eletrônicas. O contrato licitatório venceu no último dia 14 de janeiro de 2019. 

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que já estabeleceu novo contrato com a empresa Fotosensores Tecnologia Eletrônica Ltda, que irá  instalar novos equipamentos de controle eletrônico de velocidade nos locais em que já existiam equipamentos atualmente, bem como em novos locais, durante o vigente ano. 

Estes contratos terão duração de 5 anos. Ao final do contrato, os equipamentos de controle eletrônico de velocidade serão retirados pela empresa.  O Dnit também emitiu uma nota oficial sobre o assunto:

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT esclarece que os contratos relativos ao Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade – PNCV, tiveram suas vigências encerradas em 14/01/2019 e foram remodelados em 24 lotes, dos quais 17 já receberam ordem de serviço e estão em execução.

Importante destacar que, por força dos novos contratos, haverá um processo de modernização e substituição de equipamentos.  

Colisão derruba lombada eletrônica em FW 

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, posto de Seberi, um acidente ocasionou na queda de uma lombada eletrônica no KM 37, em Frederico Westphalen. Um carro teria se chocado contra a lombada. Após o acidente o motorista deixou o local.  

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]