Antes de morrer, mãe de Bernardo registrou ocorrência por ameaça

Uma nova revelação reforça a suspeita da família de que o suicídio de Odilaine Uglione foi forjado. Cinco dias antes de morrer, a mãe do menino Bernardo Boldrini procurou a Delegacia de Três Passos e registrou uma ocorrência dizendo que estava sendo ameaçada. A delegada que investigou a morte em 2010 não quis falar sobre o assunto. Mas o responsável pela nova investigação diz que esse elemento pode ajudar a esclarecer a morte.

No boletim, Odilaine relata que estava sendo ameaçada e perseguida por Elaine Rader Pinto, que foi babá de Bernardo. Disse que recebeu pela internet quatro ameaças, enviadas pelo filho dela, Maicon Rader Pinto. Numa ameaça, pelo celular, enquanto Odilaine estava numa padaria, Maicon diz pra ela aproveitar bem o lanche porque seria o último.

No dia 10 de fevereiro de 2010, Odilaine foi encontrada morta dentro do consultório do então marido, o médico Leandro Boldrini. Segundo o advogado da mãe de Odilaine, Marlon Taborda, essa informação não aparece no inquérito que concluiu o suicídio.

— Recebemos com surpresa a informação, nesse momento, da existência desse boletim em que Odilaine comunica o fato de que estava sendo ameaçada. Estranhamos esta ocorrência não fazer parte do inquérito no primeiro momento em que ele foi investigado — disse o advogado.

O delegado que comanda a nova investigação é Marcelo Lech. Ele está em Bagé ouvindo testemunhas e deve intimar as pessoas citadas no boletim de ocorrência por Odilaine.

— O fato noticiado pode ser caracterizado como ameaça sim. Este elemento de informação, assim como todos os outros serão devidamente verificados — afirmou o delegado.

Em entrevista à RBS TV, Elaine disse que nem ela nem o filho ameaçaram Odilaine.

— Nunca tive contato depois que saí da casa dela nunca mais falei com ela. Isso é mentira. Meu filho nem estava aqui naquela época. Se tem registro, por que nunca me chamaram — questionou Elaine.

A defesa da família diz que o boletim traz mais um elemento de convicção de que Odilaine possa não ter se suicidado.

Zero Hora

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]