Queda no número de estudantes matriculados no Rio Grande do Sul preocupa SPRS

Após a divulgação de Dados preliminares do Censo Escolar da Educação Básica, a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) demonstrou preocupação. A pesquisa mostrou que o RS teve queda de estudantes em todas as etapas em 2021, na comparação com 2020. No Brasil, houve registro de um leve aumento nas matrículas gerais, especialmente no Ensino Médio, de 5,2%. O Censo Escolar traz os dados de inscrições na Educação Infantil, no Ensino Fundamental, no Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

A redução da procura foi maior entre as turmas de tempo parcial, mas também aconteceu entre as de tempo integral, exceto na etapa do Ensino Médio, que teve aumento sutil de 1,6% nas inscrições.

“Esses dados são preocupantes. É fundamental que os pais enxerguem o quanto melhora a qualidade de vida, socialização e potencial de aprendizado ao frequentar a escola. A criança será um adulto mais realizado, feliz e produtivo”, afirma o pediatra e membro da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Renato Santos Coelho.

O RS teve 19,8% menos alunos matriculados na EJA em 2021, comparado com 2020.

“Muito se fala nos discursos sobre benefícios da educação, mas na prática pouco é feito. Os gestores dos governos municipais, estaduais e federal precisam enxergar o quanto medidas positivas ajudam a médio e longo prazo. O trabalho a ser feito agora é de diagnóstico. Que tipo de criança está evadindo e por quais motivos? A estrutura da escola está ruim, ou seja, deficitária? Não é atrativa? O ambiente é muito violento? Há problemas no transporte? A abordagem precisa ser feita não apenas nas famílias, mas nas escolas para que esse quadro seja revertido”, acrescenta Renato.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]