Milho tem bom desenvolvimento conforme a Emater

O bom nível de umidade presente no solo beneficiou a cultura do milho no Rio Grande do Sul, principalmente as lavouras formadas mais cedo que se encontram nas fases de floração e enchimento de grãos, conforme informações divulgadas nesta semana pela Emater/RS-Ascar. Apesar disso, existe a necessidade de chuvas frequentes para manter o potencial produtivo da cultura, uma vez que, nesta época do ano, o clima favorece a evaporação de água do solo e das plantas.

No noroeste do Estado, algumas áreas estão sofrendo com a deficiência hídrica nas últimas semanas, fato que poderá afetar de forma negativa a produção a ser obtida. Nesta semana, o plantio do milho no Rio Grande do Sul atingiu 90% da área semeada, devendo ser encerrado até fins de dezembro, quando as primeiras lavouras serão colhidas.

Com relação à cultura da soja, as precipitações ocorridas no período elevaram a umidade do solo e permitiram a retomada da semeadura das lavouras, além de favorecerem a germinação e emergência das plantas. As primeiras áreas implantadas estão com desenvolvimento vegetativo dentro do esperado, com os produtores já iniciando o controle de lagarta usando formulações biológicas de inseticidas. No momento, o plantio da soja alcança 80% da área prevista para esta safra, percentagem similar à média dos últimos anos.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]