Estudo aponta que diabetes pode atingir 20% dos brasileiros acima de 35 anos

Hábitos alimentares inadequados, falta de atividade física e tabagismo estão fazendo o número de diabéticos aumentar em proporções epidêmicas no Brasil.

Conforme uma nova pesquisa realizada por seis centros acadêmicos, incluindo a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), cerca de 20% da população brasileira entre 35 e 74 anos pode estar com a doença. O resultado é muito superior à última pesquisa sobre prevalência do diabetes no Brasil (Pesquisa Vigitel 2013), que indicava um percentual de 6,9%.

Chamado Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (Elsa-Brasil), o levantamento foi financiado pelo Ministério da Saúde. Para a diretora de Vigilância de Agravo e de Doenças não Transmissíveis e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde, Deborah Malta, a discrepância nos resultados se dá pela metodologia utilizada na pesquisa recente: enquanto a Vigitel identificou apenas pessoas que já haviam recebido o diagnóstico médico, no Elsa os pacientes com suspeita de diabetes foram submetidos à exames de sangue para confirmar ou não a doença. Ambos estudos, explica a diretora, revelam uma realidade preocupante no país:

— O número de diabéticos está crescendo nos últimos oito anos, e todas nossas pesquisas mostram isso. Atribuímos este crescimento ao aumento da expectativa de vida, já que frequência da doença aumenta com o avanço da idade, mas também aos maus hábitos alimentares e ao sedentarismo da população — esclarece.

Conforme a epidemiologista e autora do estudo, Maria Inês Schmidt, os exames de sangue realizados nos pacientes também jogaram luz à importância da prevenção, já que metade dos participantes com diabetes não sabia ter a doença, e metade daqueles sem diabetes apresentaram risco para o desenvolvimento da doença em um futuro breve.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]