Cerca de 57% das fraudes do auxílio emergencial tem recurso devolvido

Somente metade das pessoas que receberam auxílio emergencial com indício de fraude devolveu o recurso para a União. A Receita Federal registrou um total 382.024 benefícios com irregularidades, segundo relatório apresentado na segunda-feira. Até o momento, de acordo com o Ministério da Cidadania, 219 mil beneficiários que receberam o auxílio, mas não se enquadravam nos critérios da lei, devolveram o valor pago irregularmente. Com isso, voltaram aos cofres públicos R$ 260,3 milhões.

Ao todo, foram detectados e cancelados o cadastramento de mais de 3,82 milhões de pedidos irregulares, o que evitou a saída indevidamente dos cofres públicos de cerca de R$ 2,3 bilhões, segundo o governo federal. 

O auxílio emergencial, criado para minimizar os impactos da pandemia de coronavírus entre os trabalhadores informais e população de baixa renda, teve o último depósito em 29 de dezembro. Foram cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300, sendo que mães chefe de família tiveram direito em dobro.

O auxílio beneficiou 67,9 milhões de pessoas, com R$ 294 bilhões. Nesta quarta-feira (27), será liberado pela Caixa o último saque para 3,3 milhões de beneficários.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]