Viagem Segura aplica 5,2 mil testes com bafômetro durante o feriadão farroupilha

A 107ª edição da Viagem Segura no feriado Farroupilha encerrou-se à meia-noite do domingo (22/9) com fiscalização de 20.908 veículos por agentes da Brigada Militar e seu Comando Rodoviário (CRBM) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Juntos, os órgãos registraram 12.314 infrações. Desde a zero hora da quinta-feira (19), foram recolhidos 622 veículos e 268 carteiras de habilitação irregulares.

Mesmo com o esforço conjunto dos órgãos de trânsito para a redução da acidentalidade, ocorreram nas ruas e estradas gaúchas 233 acidentes nos quatro dias de operação, que resultaram em 182 feridos e nove mortos no local (média de 2,25 mortes por dia). No ano passado ocorreram 21 mortes em cinco dias (4,2 por dia em média), em decorrência de acidentes de trânsito (contabilizando aqui o acompanhamento das vítimas até 30 dias após a ocorrência). Entre os anos de 2007 a 2018, o feriado farroupilha teve, em média, 6,24 mortes por dia.

Os órgãos de fiscalização aplicaram 5.225 testes de etilômetro, o popular bafômetro, e autuaram 88 condutores por embriaguez, dos quais 18, além de responderem por infração administrativa, foram enquadrados em crime de trânsito e encaminhados a delegacias. Outros 188 foram autuados por recusa ao teste do etilômetro. Todos esses 276 condutores sofrerão as sanções administrativas do artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano (além da retenção do veículo e do documento). Em caso de reincidência em um ano, aplica-se a multa em dobro e é instaurado Processo de Cassação do Direito de Direito de Dirigir contra o infrator.

Sobre a Viagem Segura

Desde o início do programa, em 2011, foram abordados 5.737.175 veículos, o que corresponde a 83,33% da frota do RS, que é de 6.884.629 (até julho/2019). A diretora institucional do DetranRS, Diza Gonzaga, ressalta a importância da participação da sociedade para que tenhamos uma crescente diminuição na violência do trânsito, que se agrava em feriados prolongados como este. As ações de governo, aliadas à educação e ao comprometimento de todos, são a garantia de um retorno tranquilo.

“Precisamos da participação de todos os gaúchos para reduzir a acidentalidade no trânsito. Por isso, estamos trabalhando arduamente para mudar a realidade do Brasil, que está entre os cinco países mais violentos e que mais matam no trânsito do mundo. A Escola Pública de Trânsito e o Movimento Empatia, lançados na última semana, com o governador Eduardo Leite, têm o compromisso de mudar esta realidade. Convidamos todos vocês, jovens, adultos, homens e mulheres, a fazerem parte deste movimento e, juntos, promovermos esta mudança que vai salvar muitas vidas”, explica Diza.

Um dos principais programas de segurança no trânsito do Estado, a Viagem Segura reúne órgãos de fiscalização e instituições parceiras para prevenir acidentes nos feriados e principais datas comemorativas. O reforço de fiscalização dos órgãos também promove ações de conscientização com o apoio da ANTT, DNIT, Cetran/RS, DAER, EGR, Metroplan, Famurs e representantes da sociedade civil, como o Lions Club.

 

Fonte: Portal do Rio Grande do Sul

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]