Vamos fazer os cálculos?

O União Frderiquense saiu de 4 jogos sem vencer na Divisão de Acesso, para três partidas invictas na competição. Essa mudança aconteceu desde a chegada do técnico Daniel Franco.

Desde que o treinador retornou a Frederico Westphalen, o União-FW sofreu apenas um gol, e marcou quatro. Os dois últimos vieram na vitória da equipe frederiquense diante do Tupi, em casa.

E como diria o outro, diga-se de passagem, uma baita partida do União-FW.

Novamente a equipe fez uma atuação consistente e sólida. Com uma marcação muito alta durante boa parte do primeiro tempo e uma boa organização ofensiva. Tanto é que foram seis oportunidades criadas pelo União-FW na primeira etapa.

No segundo tempo a equipe sentiu.

Comentava com os colegas de profissão e do clube, que achava muito difícil a equipe manter essa intensidade insana que o tirou da zona de rebaixamento e isso foi perceptível na segunda etapa.

Mesmo assim, os comandados de Daniel Franco souberam (com o perdão do clichê) administrar o resultado e dar a segunda vitória consecutiva do clube na Divisão de Acesso.

Enquanto isso, o facão segue correndo solto nas casamatas do Estado. Afinal, após a queda do treinador do São Borja, Ronaldo Bagé, o Ypiranga também demitiu o seu comandante, Círio Quadros. As equipes se enfrentaram nas duas últimas rodadas e de uma maneira muito estranha.

Primeiro, o Ypiranga venceu em casa por 5 a 0. Depois, o São Borja venceu por 1 a 0, no Vicentão.

Cai um de lá, cai outro de cá.

Vamos as contas?

Para o União Frederiquense, o melhor foi a derrota do Passo Fundo, que perdeu em casa para o Glória, 3 a 2. Afinal, o clube frederiquense passa a ter 7 pontos e permanece apenas a 3 do Passo Fundo e do próprio Tupi, ambos com 10.

O clube ainda tem uma partida a menos na competição, com o próprio São Borja, em Frederico Westphalen. São três partidas em casa, e outras três longe de seus domínios.

Hoje, para pelo menos se afastar de vez da zona de rebaixamento, a equipe precisaria vencer os seus jogos na Arena e, nessa situação, dependendo da combinação de resultados, o credenciaria também como um dos postulantes a vaga para a próxima fase. Em caso de alguma vitória fora de casa, carimbaria o União-FW de vez como um candidato a classificação.

Porém, não depende apenas dos números. Eles são muito frios para confirmar a classificação de uma equipe.

A classificação deve vir dentro de campo, de uma maneira que termômetro algum irá medir. Agora, a equipe cresce em um momento em que os outros clubes estão na direção contrária.

Isso é bom, né?

Eu acho.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]