Valores de referência para o ICMS da gasolina e gás de cozinha sobem em maio no RS

Sobem, a partir de 1º de maio, os preços da gasolina e do gás de cozinha usados como referência para a base de cálculo do ICMS, no Rio Grande do Sul. Na prática, isso significa que, para o consumidor, os valores finais do litro e do botijão, com a inclusão de uma margem de tributação maior, também devem aumentar. Já o preço de referência para o óleo diesel registrou pequena retração, de acordo com a Receita Estadual.

O levantamento pesquisou postos de combustíveis de 490 municípios gaúchos. As notas fiscais eletrônicas emitidas aos consumidores servem de base para a sondagem, que é mensal.

Para a gasolina, o valor sobe de R$ 4,6022 para R$ 4,6863/litro (aumento de 1,83%).

No gás de cozinha (GLP–P13), a referência passa de R$ 5,5141 para R$ 5,6492/kg (botijão de 13 kg) (aumento de 5,57%).

Para o diesel, a referência permanece praticamente estável, caindo de R$ 3,4554/litro para R$ 3,4553/litro (-0,01%).

Entenda

Como a alíquota de ICMS, no Rio Grande do Sul, é hoje de 30% sobre o valor de referência, a tendência é de que a arrecadação com o imposto aumente e que a gasolina e o gás de cozinha fiquem levemente mais caros para o consumidor.

O levantamento da Receita considera o volume de consumo em cada região, o que reflete os preços efetivamente praticados na bomba/revenda.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]