Uma vida em grandes alturas

Luís Sérgio dos Santos e Sérgio Ruani não possuem apenas o nome em comum, os dois fazem uma dupla nada convencional que, há mais de 15 anos, trabalham lado a lado em um ambiente nada “amigável” para muitas pessoas. Luíz Sérgio e Sérgio trabalham nas alturas dos maiores edifícios da cidade e da região e provavelmente já foram vistos por você “lá no alto.”

Os experientes pintores obviamente não possuem medo de altura. “Nessa profissão não pode ter medo”, conta Luíz Sérgio, ao falar do alto do 8°andar de um edifício, a mais de 15 metros do chão. Depois de tanto tempo vendo todo mundo de cima, Sérgio Ruani também não liga para a altura, pra ele a principal dificuldade é o manuseio de seu equipamento, que necessita força nos braços e pernas.

A família dos dois corajosos trabalhadores é que ainda não se acostumou muito com a profissão. “Eles nem olham quando estamos pendurados, eles têm medo mas pedem proteção a Deus, eu escolhi esse trabalho e eles entendem” explica Luiz Sérgio, que ainda revela um ritual antes de seus trabalhos:” Eu faço e sinal da cruz e de vez em quando canto uma musiquinha.” 

– Isso é pra disfarçar o medo – interrompe Ruani, levando o amigo as risadas mesmo estando tão longe da terra firme.

A história de Luís Sérgio e Sérgio nos mostra que o cotidiano muitas vezes esconde histórias e personagens com interessantes vivências. Pra não perder tais histórias, e conhecer personagens como os dois pintores, as vezes é bom olhar para os lados, ou nesse caso para o alto, bem alto.

Confira o vídeo em que os trabalhadores falam sobre a rotina de trabalhar nas alturas: 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]