Sicredi apoia projeto que visa o desenvolvimento da cadeia do leite

Frederico Westphalen foi a sede de mais um encontro do comitê técnico gestor do Programa de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários (Pisa) e a Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, é uma das apoiadoras desta iniciativa.

O professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Paulo Cesar de Faccio Carvalho, foi o responsável pela condução dos trabalhos na reunião e as entidades que organizam o projeto (Senar, Sebrae e Farsul), também estiveram representadas no encontro realizado na sede da Associação Empresarial de Frederico Westphalen. Além da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, cooperativas locais como Cotrifred e Cresol, também estiveram presentes. Cada uma atende cerca de 40 produtores rurais, totalizando 120 famílias, sendo que, no total, o projeto iniciado em 2008 já contemplou mais de 1,8 mil famílias.

De acordo com Carvalho, a região do Médio Alto Uruguai vive um divisor de águas contando com este comitê, já que há a possibilidade de elaborar alternativas para reduzir os custos na produção de leite.

– Com este grupo empenhado e ainda tendo a ajuda da Emater/RS/Ascar, será mais fácil desenvolver o projeto que atende pequenos produtores de leite e traz uma proposta de produção sustentável. Através deste modelo, o agricultor aumenta a produção, diminui os custos e tem mais facilidades no trabalho. Precisamos pensar em alternativas, porque atualmente a produção de leite é uma atividade de muito custo e vamos buscar soluções para que isso mude. Queremos que o produtor possa produzir mais, com melhores resultados e ainda é uma grande possibilidade de manter o jovem no campo. Então, o Pisa tem impacto na sucessão rural, pois os filhos veem cenários diferentes, de mais lucratividade e se motivam a dar sequência às atividades no campo – assegura.

O suporte das Cooperativas é considerado fundamental pelo docente, por entender que o comitê gestor depende das ações locais e da força destas instituições. “Acredito que, através desses empreendimentos, é possível a difusão do projeto em larga escala, pelo grande alcance que eles têm, atingindo um número irrestrito de famílias, o que para o projeto é muito bom, pois pode envolver cada vez mais pessoas”, observa Carvalho.

Como um dos apoiadores, a Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG vem incentivando a qualificação dos produtores de leite, e a parceria entre Cooperativa, Sebrae, Senar – iniciada desde 2020 –, é uma das maneiras de cultivar o desenvolvimento nas propriedades, conforme explica o assessor de Desenvolvimento Sustentável da Cooperativa, Rodrigo Castelli.

– Contamos, hoje, com 40 associados que recebem consultoria técnica de planejamento do sistema de produção, fertilidade do solo, manejo do pastoreio e adequação do manejo nutricional. Com isso, esperamos o desenvolvimento das propriedades rurais, pois o conhecimento proporcionado agrega e auxilia os produtores nas tomadas de decisões para a evolução das propriedades –, justifica Castelli. Dentro do projeto, a partir de agora, serão executadas atividades para incentivar o melhoramento na qualidade do leite e, além disso, um dos objetivos é expandir o projeto para mais municípios.  

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]