Reunião com Dnit cobra soluções para demandas e projetos da BR 386 em FW

Na tarde desta terça-feira, dia 28, uma reunião no Salão Nobre da ACI-FW reuniu mais de 100 pessoas, entre empresários, autoridades locais, representantes de entidades do município, administração municipal, secretários e vereadores, para abordar vários temas referentes a BR386/158, com a Superintendência do DNIT-RS.

Entre as pautas estavam a situação dos acessos entre a BR e as empresas já instaladas ou que pretendem se alocar as margens da rodovia. Projeto e construção das passarelas sobre a BR interligando os dois lados da cidade que são separados pela pista. Inclusão da duplicação de Carazinho até Iraí no projeto de concessão do governo federal e andamento do projeto de contorno do município de Frederico Westphalen (Perimetral).

Entre os pontos o mais cobrado pelas autoridades e empresários diz respeito a regularização e  construção dos acessos entre a BR e as empresas, como frisou em sua fala o presidente da ACI e empresário, Paulo DalMolin.

O presidente da câmara de Vereadores Jaques Douglas de Oliveira também cobrou auxílios do DNIT para a resolução da situação dos acessos.

Segundo o Prefeito José Alberto Panosso o objetivo do encontro com o Superintendente do DNIT, foi de colocar todos a par da real situação e juntos buscar uma saída.

Acessos

Durante a reunião o Eng. Hirantan Pinheiro da Silva, falou sobre a situação orçamentária do DNIT-RS e tratou pontualmente sobre cada pauta. Conforme ele a respeito dos acessos há uma série de regramentos que precisam ser cumpridos levando em conta o fluxo da rodovia, a distancia e real necessidade de um acesso a pista, além dos custos, sempre levando em conta o que o departamento “pode” investir.

Segundo Pinheiro o principal embate entre DNIT e empresários é a falta de informação. Conforme ele embora haja necessidade de construção de acessos e ruas laterais em vários pontos do perímetro urbano, não há recursos para as obras. A idéia é construir uma saída de trabalho conjunta entre o departamento, a prefeitura e os próprios empresários, tudo dentro do regramento e fiscalização do próprio DNIT.

Passarelas

Conforme Pinheiro, o projeto das passarelas interligando os lados da cidade cortados pela BR, tem uma empresa já licitada, homologada e autorizada para iniciar o contrato. No entanto o orçamento anual completo só será liberado a partir de abril, além do corte no orçamento federal que deve atingir varia áreas. De acordo com Hirantan é necessário definir tudo isso para calcular o investimento nas passarelas, começar a obra e concluir, não deixando de forma inacabada.

Perimetral

Sobre os contornos da cidade (Perimetral) Pinheiro esclareceu que o projeto ainda esta em análise em Brasília.

Grupo de Trabalho

Sugerido pelo próprio Superintendente, um grupo de trabalho foi criado para levantar cada caso envolvendo os acessos, traçar as soluções viáveis para as obras, tanto legalmente por parte do DNIT, como a participação da própria administração municipal e os empresários, também de forma legal, para colocar em pratica “possíveis obras”. Além disso, fazer o acompanhamento dos demais projetos e discutir periodicamente as pautas.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]