Projetos apoiam o bem-estar e a recuperação das pessoas

Contribuir com o desenvolvimento econômico e social dos municípios onde está presente faz parte da missão da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG. Além disso, há preocupação também com o bem-estar das pessoas e por este motivo, através do Fundo de Desenvolvimento Regional, apoia projetos que possam favorecer este público que precisa de auxílio. Um desses projetos que recebeu ajuda do Fundo foi “Harmonização dos ambientes de espera e atendimento em consultas de referência regionais”, do Hospital São José de Rodeo Bonito/RS. Com o valor, foram adquiridos bancos, cadeiras e móvel para guardar documentação. Antes estas mobílias eram bastante antigas e não ofereciam o conforto necessário.

Segundo o presidente da casa de saúde, Sady Acadrolli, o espaço que foi melhorado é usado como espera para consultas. “Como trabalhamos com especialidades, atendemos pacientes de 28 municípios. Estas pessoas chegam com certa ansiedade, porque não sabem o grau de sua doença e ficavam muito mal acomodadas. Agora, estamos com um bom ambiente para recebê-las e o ser humano quando é bem atendido, com certeza, se sente mais aliviado. Como não tínhamos recursos próprios, o Sicredi nos ajudou nestas aquisições. Também, desde o começo do ano, estamos sendo beneficiados com a ação solidária da Cooperativa “Juntos Fazemos o Bem”, por intermédio da qual já recebemos um volume elevado de recursos, através das aplicações dos associados. Isso tem nos ajudado muito nas necessidades diárias que temos”, frisa Acadrolli.

Sobre as iniciativas do Sicredi, tanto do Fundo como da “Juntos Fazemos o Bem”, o presidente diz que são fundamentais para viabilizar projetos. “Temos que buscar alternativas e a Cooperativa nos apoia para que possamos ter condições de fazer estes melhoramentos que precisam ser contínuos. Estes recursos fazem a diferença para nós e somos muito gratos pela ajuda do Sicredi”, comenta.

Comunidade terapêutica

Outro projeto contemplado pelo Fundo foi o “Higiene e saúde ao alcance de todos”, da Comunidade Terapêutica Feminina Bárbara Maix, da linha Encruzilhada, em Frederico Westphalen/RS. Com o valor, foi possível construir o banheiro – três boxes com vasos sanitários, dois boxes com chuveiros, além das pias com três cubas –, para utilização das atendidas. Ainda, foi feito um espaço que será utilizado como vestiário, para armazenar lençóis e toalhas, que não devem ficar guardados nos quartos.

Conforme a presidente da entidade, Ana Patrícia Ferreira, a Vigilância Sanitária fez solicitações para melhorias na casa, incluindo novo banheiro – existiam apenas dois, antes da obra ser construída – e espaço para vestiário. Também era preciso ampliar a estrutura para receber mais mulheres, pois é grande a procura pela comunidade, que atende pessoas do Rio Grande do Sul e de outros Estados, porque a entidade é cadastrada no Sistema Único de Saúde (SUS). São acolhidas mulheres que desejam se tratar de alcoolismo, drogas, tabagismo e vícios em medicamentos. Elas são atendidas por psicólogas, assistentes sociais e monitoras, trabalham a espiritualidade e fazem o trabalho interno e externo da casa.

– Estamos muito felizes com a ajuda da Cooperativa, pois sem este apoio, no máximo, teríamos reformado os banheiros antigos. Foi a primeira vez que nos cadastramos a receber recursos do Fundo e conseguimos. O Sicredi é nosso parceiro, inclusive fomos indicados na “Juntos Fazemos o Bem”, que também tem nos auxiliado bastante. Com certeza, vamos buscar novos projetos para conseguir atender mais pessoas. Ainda precisamos construir um dormitório e nova sala de atendimento psicológico, para melhor privacidade e tratamento. Também sonhamos em ter uma sala multiuso, com computadores, espaço para profissionalização, que elas possam sair daqui com alguma capacitação que garanta o sustento quando voltarem aos seus lares – assegura Ana.

Para se manter, além da ajuda do SUS, a comunidade terapêutica recebe apoio de parceiros, que doam alimentos e materiais de higiene e limpeza. Os clubes de serviço também ajudam e, ainda, neste ano foi lançada a campanha Amigos da Bárbara, através da qual qualquer pessoa pode doar R$ 20 mensais. Interessados em colaborar, podem procurar a diretoria da entidade.

 

*ASCOM

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]