Professora da UFSM-FW receberá o troféu Mulher Cidadã 2018 da Assembleia Legislativa

A professora Nara Bigolin, do curso de Sistemas de Informação da UFSM-FW receberá o Troféu Mulher Cidadã 2018 da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (AL-RS) pelo seu projeto Meninas Olímpicas. Anualmente, mulheres que prestam serviço de destaque à sociedade gaúcha são premiadas em sessão solene alusiva ao Dia Internacional da Mulher.

O prêmio será entregue em sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no dia 07 de março, às 14 horas, no Plenário 20 de Setembro do Palácio Farroupilha da Assembleia Legislativa em Porto Alegre

O projeto Meninas Olímpicas surgiu em 2016 tem como objetivo incentivar o protagonismo feminino em ambientes olímpicos buscando o empoderamento de meninas através da participação em olimpíadas científicas.

Sobre a Prof. Nara e o projeto Meninas Olímpicas

Doutora em Ciências da Computação pela Université de Paris VI, com Bacharelado pela PUC, e Mestrado pela UFRGS, Nara Bigolin, mãe de 3 filhos, é professora universitária há 25 anos, atuou como professora pesquisadora em várias universidades de Paris na França na década de 90,  atualmente exercendo a docência na Universidade Federal de Santa Maria. Já orientou mais de 50 alunos de graduação e pós, em projetos de pesquisa e extensão. Também integra comissão da Sociedade Brasileira da Computação, que discute a implantação da computação no Ensino Básico brasileiro, e coordena o projeto “Meninas Olímpicas”, do qual é co-fundadora, juntamente com as filhas Mariana e Natália. Esse trabalho visa incentivar a participação de meninas em olimpíadas científicas, e motivou discussão inédita na Olimpíada Internacional de Matemática   sobre o baixo índice de participação feminina nas olimpíadas, assim como a criação do Troféu Meninas Olímpicas, a ser mantido nas duas próximas edições: este ano, na Romênia, e em 2019, na Rússia.  Todos os seus projetos têm como objetivo evitar a exclusão de meninas no protagonismo nacional e melhorar a educação pública no Brasil.

Saiba mais sobre o projeto Meninas Olímpicas, acessando o facebook do projeto

Os nomes das mulheres foram indicados pelas bancadas partidárias com acento no Legislativo gaúcho para concorreram à distinção, que está na sua 21ª edição. As agraciadas foram contempladas a partir de deliberação das deputadas estaduais mulheres, com a homologação da Mesa Diretora da Casa.

Agraciadas da 21ª edição do Prêmio Mulher Cidadã
Na categoria Defesa dos Direitos da Mulher e Combate à Violência contra a Mulher, a agraciada é a bacharel em Direito e Ciências Sociais e especialista em Direitos Humanos, Lorecinda Ferreira Abrão. Ingressou na Guarda Municipal de Porto Alegre em 2002, instituição que viria a comandar em 2009, sendo a primeira mulher negra a ocupar a função. Ativista dos direitos humanos, integrou o Conselho Municipal de Assistência Social, e integra o Conselho Municipal de Direitos Humanos e o Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência. É voluntária, desde 2008, da ONG Angola Janga, ONG Grupo de Arte, Dança e Expressão do Negro – GADEN e integra a Rede Afrogaúcha de Profissionais do Direito.

A professora universitária Nara Martini Bigolin receberá o troféu na categoria Educação da Mulher. Com graduação em Computação (PUC/RS), Mestrado em Computação (UFRGS) e Doutorado em Computação na Université de Paris VI, é docente em várias universidades da França e do Brasil. Atua na área da Inteligência Artificial e Desigualdade de Gênero nas Ciências Exatas. É coordenadora do projeto Meninas Olímpicas do Brasil. Todos os seus projetos têm como objetivo evitar a exclusão de meninas no protagonismo nacional e melhorar a educação pública no Brasil.

Helenir Aguiar Schurer, professora e presidente do CEPERS Sindicato será agraciada na categoria Promoção e Participação Política da Mulher. Formada em Letras pela Faculdade Dom Bosco, de Santa Rosa, foi vice-diretora e diretora do 23º Núcleo (Livramento), secretária de formação da CUT estadual. Está em seu segundo mandato à frente do CEPERS. A luta pela defesa do ensino público de qualidade e pelos direitos da categoria distinguem sua trajetória.

Na categoria Profissionalização e Geração de Trabalho e Renda para a Mulher, o prêmio será entregue a Ledi Oliveira Teixeira. Formada em Ciências Políticas pela ULBRA, é diretora de Qualificação Profissional e Cidadania na FASE – Fundação de Atendimento Socioeducativo desde 2008, quando implantou diversos programas voltados à profissionalização, saúde e lazer para os funcionários da fundação. Militante das causas femininas, é integrante da Federação das Mulheres Gaúchas desde 1998, onde busca a valorização, qualificação profissional e prevenção da violência contra a mulher.

A presidente da Associação Hospitalar Beneficente Santo Antônio, do município de Tenente Portela, Mirna Teresinha Kinsel Braucks, receberá o troféu na categoria Saúde da Mulher. No dia 1º de abril do ano de 2007, Mirna assumiu a gestão da Associação Hospitalar Beneficente Santo Antônio de Tenente Portela-RS, sendo a primeira e atual Presidente Voluntaria. Sob sua gestão, transformou a instituição em um dos principais hospitais do interior do estado, oferecendo 80 % de sua capacidade instalada aos pacientes do SUS.

Na categoria Atividade Comunitária em Prol da Mulher, o prêmio será concedido à Bianca Bortolucci. Presidente da Ação da Mulher Trabalhista e primeira-dama do município de Gramado, a empresária é formada em Administração Hoteleira pela Castelli Escola Superior de Hotelaria. Como primeira-dama pautou seu trabalho pela aproximação com as comunidades e pelo combate à violência contra a mulher, destacando-se a criação do gabinete móvel, campanhas do agasalho, Natal Solidário, Oficina de Projetos Sociais nos Bairros, Centro de Referência de Atendimento à Mulher e Cartório da Mulher.

A professora Carmen Ottoneli Maicá receberá o Prêmio Mulher Cidadã 2018 na categoria Mulher na CulturaFormada em Educação Física pela UNICRUZ, também é técnica em 3ª idade e pós graduada em Supervisão Escolar. Com destacada atuação na área cultural, foi coordenadora de Cultura da 21ª CRE e integrou o Conselho Municipal de Educação e Cultura de Três Passos e da Rota Yucumã. Trabalhou no projeto Agente Jovem de Três Passos e organizou parcerias entre a SMECS, entidades, escolas, sindicatos, 21ª CRE, 20 R.T, Lions e outras. Participou da 1ª Cavalgada Feminina e Caravana da Cultura do Rio Grande do Sul, do 1º Seminário da Cultura Gaúcha e trabalhou na área de pesquisa com a escritora Lilian Argentina “A Gaita no Sul” e causos.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]