Prefeitura de FW inicia trabalhos de microchipagem em cães e gatos

Na tarde de quarta-feira, 2, a Médica Veterinária do setor de castrações da Prefeitura de Frederico Westphalen, Luciane Dal Piva realizou a primeira microchipagem gratuita pela Prefeitura.

A primeira a ser beneficiada com o microchip foi a gatinha Mima, que já saiu castrada e com o microchip implantado.  Para seus tutores,  Gecilda Marasca e Breno Bernardi,  o momento é de muita felicidade. “É um sonho tudo isso. O microchip é uma boa iniciativa e traz muita segurança para nós. Esse trabalho é fundamental no município”, comentam.

De acordo com a Lei Municipal Nº 4.273/ 2015, em um prazo de 2 anos,todos os cães e gatos existentes no âmbito do Município devem, obrigatoriamente, possuir o microchip implantado e com dados atualizados dos tutores no sistema. No setor de castrações da Prefeitura, a partir de agora, todos os animais castrados já saem com o microchip para identificação.

A Médica Veterinária Luciane Dal Piva comenta que o microchip não possui a função de rastreamento do animal, mas sim de identificação, mediante a leitura do microchip implantado “Com esse sistema as pessoas que encontram animais abandonados ou perdidos nas ruas podem trazer até o setor de castrações do município para verificar se o animal tem o microchip. A partir da leitura conseguimos saber o nome dos tutores, endereço, telefone e uma série de dados”, explica ela.

Quem pode ser beneficiado com a microchipagem ?

A Prefeitura realiza a microchipagem gratuita para animais que são castrados pelo município, sendo que para se enquadrar na castração e microchipagem o cidadão deve ter  renda familiar de até dois salários mínimos ou ter mais de 6 animais adotados e sem raça definida. Os cães e gatos castrados pelo município obrigatoriamente recebem o microchip de identificação.

Também se enquadram no benefício gratuito do microchip pessoas que adotam animais sem raça definida (vítima de abandono ou maus-tratos) de ONGs ou Clínicas Veterinárias de Frederico Westphalen, sem a necessidade comprovar renda. Para isso, os tutores dos animais e responsáveis das ONGs ou clínicas devem preencher um formulário que já está disponível no setor de castrações. Esse tipo de benefício não contempla a castração gratuita, apenas se o tutor comprovar renda familiar de até 2 salários mínimos ou possuir mais de 6 animais adotados.

Animais não adotados e de pessoas que não se encaixam no benefício de castração gratuita pelo município, devem realizar a microchipagem em clínicas veterinárias particulares, com um Médico Veterinário. O procedimento em clínicas particulares custa em torno de R$100.

ASCOM – Prefeitura Frederico Westphalen

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]