PF abre inquérito sobre conduta de Pazuello em crise da saúde do AM

A Polícia Federal abriu inquérito nesta sexta-feira, 29, para apurar a conduta do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no colapso do sistema de saúde de Manaus (AM), que registrou falta de oxigênio em hospitais nas últimas semanas. A atribuição da investigação ficará a cargo do SINQ (Serviço de Inquéritos da DICOR).

As diligências que foram determinadas judicialmente passarão a ser adotadas a partir da agora. A medida atende determinação do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que instaurou inquérito na última segunda-feira (25), estabelecendo um prazo de 60 dias para a sua conclusão. O ministro Eduardo Pazuello deverá ser ouvido pela Polícia Federal neste período.

A solicitação partiu do procurador-geral da República, Augusto Aras, que encaminhou pedido no sábado, 23, ao STF, para a abertura de inquérito sobre a atuação do ministro da Saúde em relação à crise em Manaus.

O pedido é referente a representações feitas por partidos políticos, que relataram conduta omissiva do ministro e de seus auxiliares. Aras instaurou no último domingo, 17, uma Notícia de Fato na qual requisitou esclarecimentos a Pazuello.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]