Pesquisa da Secretaria da Saúde irá avaliar motivos da não vacinação de crianças no Estado

Meta é entrevistar até o final do mês cerca de 1,3 mil pais ou responsáveis por crianças de até 6 anos

Começa na quarta-feira (18/9) uma pesquisa de opinião promovida pela Secretaria da Saúde (SES) para compreender os fatores da baixa adesão à vacinação no Estado. A previsão é que sejam entrevistados até o final do mês mais de 1,3 mil pais ou responsáveis por crianças de até 6 anos e que não tenham recebido ao menos uma vacina do calendário básico. O resultado tem previsão de divulgação para outubro. As informações poderão ser utilizadas como subsídio para balizar futuras ações e campanhas, com o objetivo de resgatar as coberturas vacinais.

Embora o acesso às vacinas seja gratuito, a diminuição na busca pelos imunobiológicos é observada em todos os Estados brasileiros. As coberturas vacinais estão decrescendo, atingindo índices preocupantes, abaixo das metas estabelecidas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). A preocupação justifica-se pela possibilidade de aumento na mortalidade infantil, visto que as crianças não vacinadas são mais suscetíveis a adoecer.

As entrevistas serão realizadas de forma presencial, com as abordagens ocorrendo na rua. Os entrevistadores terão a identificação do Instituto de Pesquisa Amostra (crachá com nome e foto) e utilizarão tablets para a aplicação do questionário. Eles avaliarão com os pais se as crianças pelas quais são responsáveis receberam as 12 vacinas previstas no calendário básico infantil, como a tríplice viral, BCG, pólio e influenza. Entre os possíveis motivos para a não vacinação que serão avaliados estão questões como o desconhecimento do calendário, notícias contrárias às vacinas e medo de reações adversas.

 

Fonte: Ascom SES

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]