Partidos iniciam movimento para eleições em FW

Outubro mais uma vez será marcado pelo exercício da democracia. Em 2016, a população vai às urnas para escolher seus representantes nos municípios e o Jornal Folha do Noroeste inicia hoje uma série de reportagens onde vai apresentar possíveis coligações e candidatos às prefeituras da região.

As definições propriamente ditas só serão acertadas após as convenções partidárias, que têm a finalidade de escolher candidatos e deliberar sobre coligações. Estas devem ocorrer de 20 de julho a 5 de agosto de 2016. Porém, buscamos desde já deixar nosso leitor à frente do cenário político regional.

Iniciamos nossa série com a palavra dos presidentes de partidos de Frederico Westphalen.

Psol

O Partido Socialismo e Liberdade (Psol) ainda não tem definições para a majoritária, mas de acordo com o ex-presidente e membro do partido Claudiomiro da Silva, vários nomes para vereança já estão sendo colocados à disposição e devem ser lançados assim que for realizada a convenção municipal, previamente agendada para junho. “Temos os nomes para vereadores que estarão à disposição da comunidade e deverão ser apresentados após a convenção. Quanto à majoritária, estamos buscando, nos demais partidos do município, candidatos com ideias que se aproximem das nossas para que possamos apoiar”, salientou.

PRB

O Partido Republicano Brasileiro (PRB) já tem dois nomes definidos para disputar uma vaga na Câmara. A presidente da sigla, Ivonete Teresinha ainda não quis abrir os nomes e salienta que são duas mulheres. “Temos duas mulheres que vão concorrer ao cargo de vereador, um número significativo para nosso partido. Porém, para a majoritária, estamos em tratativa com alguns partidos do município, analisando ideias que se cruzam, diante de um cenário nacional não muito favorável para a política. Precisamos levar nossas propostas também para o partido a nível de Estado, porque estamos aqui para somar, por isso toda a proposta é bem-vinda”, destacou Ivonete.

PMDB

Com no mínimo dez nomes sendo cogitados, o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) pretende fazer frente a uma coligação forte na busca pela prefeitura. De acordo com o presidente da sigla, Jardel Dalla Vale, nomes como o dos atuais vereadores do partido, Diogo Duarte, Vilnei Giacomini, Lidio Signori e Gildo Busatto, acompanhados de líderes do partido, como Simonia Gonçalves de Oliveira, Jacir Luza, Nuca Manfio, José Alberto Panosso, Rubens Haubert e Aires Rizzi, estão entre os cogitados. “O PMDB busca um projeto de governo pautado na gestão pública com um olhar para o futuro e baseado em pilares como honestidade, trabalho e compromisso com o desenvolvimento”, salientou. Além dos cargos à majoritária, Dalla Vale destaca que o partido está com uma extensa nominata de vereadores e que esses nomes devem ser apresentados à comunidade ainda no mês de maio.

PT

O Partido dos Trabalhadores (PT) também está buscando uma definição. De acordo com o presidente Helio Dalanhol, os nomes ainda não estão sendo estudados, mas a pretensão do partido é ter um nome à majoritária e também uma grande e qualificada nominata de vereadores. “Ainda estamos conversando internamente e também ouvindo os demais partidos do município, para alinharmos um nome, porque nossa pretensão é ter sim um nome para majoritária. Estamos buscando alianças com partidos que sejam alinhados com a esquerda, não vamos nos aliar a siglas que foram favoráveis ao impeachment, por exemplo”, destacou o presidente.

PSDB

Com consenso dos filiados o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), trabalha os nomes de Edemar Girardi, Paulo Donin de Lima e Ramir Severiano na construção de uma chapa à majoritária. “Temos outros tantos nomes dentro do partido, mas a princípio esses três devem compor a chapa que concorrerá à prefeitura. Nomes como o do Édio Salton e Elido Girardi também aparecem nos debates internos”, comentou a presidente do partido, Vivian Donin. No que se refere aos candidatos a vereador, a sigla conta com diversos nomes, muitos deles conhecidos da comunidade, que ainda, de acordo com a presidente, deverão ser apresentados em breve, assim que o partido definir como ficará a composição da majoritária.

PP

O Partido Progressista (PP) avalia como positivo o momento político no município e destaca estar contente com a Administração que vem sendo feita por Roberto Felin Junior. “O partido está organizado e se preparando para as eleições, temos diversos nomes que podem vir a compor uma chapa de prefeito e vice, que deverão ser apreciados durante a convenção”, salientou o presidente da sigla Élio Ues. Ao ser questionado sobre uma possível candidatura do atual prefeito, Ues não descarta a possibilidade. “Ele é nosso candidato nato, por estar hoje à frente do município e vir realizando um bom trabalho, uma vez que enfrenta dificuldades econômicas impostas pelos governos federal e estadual”. O presidente da sigla foi enfático ao ponderar que nomes importantes estarão à disposição para cadeiras no Legislativo e que o partido pretende unir forças para as eleições de 2016. “Já podemos antecipar extraoficialmente que diversas siglas estarão conosco nas próximas eleições”, disse.

PDT

Ainda sem definição sobre as eleições de 2016, de acordo com o presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Valdecir Michelon, a sigla também apresenta a intenção de uma candidatura própria. “De concreto ainda não temos nada, mas nossa primeira ideia é ter candidato próprio. Mas é importante destacar que temos muitos nomes com condições de concorrer e bem representar nossa comunidade. Estamos muito animados com os nomes que estão se colocando à disposição da sigla tanto para concorrer a prefeito como para vereador”, ponderou. No que se refere a possíveis coligações, o presidente observou que ainda estão em tratativas e que não estão descartadas propostas das diversas frentes partidárias do município.

PSB

Fortalecido após a candidatura do Major Aguiar a deputado, o presidente do Partido Socialista Brasileiro, Bráulio Caron, destaca que estão realizando conversas prévias com outras siglas do município a fim de definir os rumos para as eleições. “Não está nada definido, mas provavelmente estaremos compondo uma coligação, que não deve ser com a atual Administração. Caso não ocorra essa coligação vamos estar, se não com candidatos à majoritária, com no mínimo dois nomes para vereador”, destacou.

Até o fechamento da edição, não conseguimos contato com os presidentes do  Partido Verde (PV) e do Partido da Republica (PR), que atualmente ocupa uma cadeira no Legislativo, com o vereador Marcos Ceratto Cerutti.

Ressaltamos que o cenário ainda pode mudar até o fechamento dos prazos legais e que estaremos acompanhando-o.

Heloise Santi/Folha do Noroeste

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]