Papai Noel dos Correios começa nesta terça-feira no Rio Grande do Sul

A partir de desta terça-feira, 24, os Correios do Estado disponibilizam as tradicionais cartinhas de Natal — campanha que a empresa promove há 26 anos no país. Além de incentivar as crianças à escrita e à leitura, o objetivo é atender aos pedidos dos pequenos que vivem em situação de vulnerabilidade social. No ano passado, só no Estado, das 51 mil cartas selecionadas, 41 mil foram adotadas.

As cartas que podem ser adotadas neste Natal serão escritas por crianças matriculadas na rede pública de ensino (educação infantil, creche, pré-escola e ensino fundamental — 1º ao 5º ano, sem restrição de idade) ou em instituições como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos ou que atendam pequenos que estejam socialmente vulneráveis. A ideia dos Correios é estimular a redação de cartas manuscritas no ambiente escolar.

Diferentemente de outros anos, em que as crianças podiam escrever o próprio endereço para o envio dos presentes, em 2015 a entrega será realizada apenas nas escolas e nas instituições onde os pequenos produziram os textos. A meta, com a mudança é minimizar a possibilidade de a entrega não ocorrer em razão de endereços incorretos, incompletos ou até mesmo ausentes e, principalmente, descartar cartas escritas por adultos ou por crianças que não estejam em situação de vulnerabilidade social.

Neste ano, os Correios vão disponibilizar apenas cartas em que as crianças relatam a própria história e façam pedidos de brinquedos, material escolar, roupas, calçados ou bicicletas. Pedidos de alimentos ou equipamentos eletrônicos serão descartados.

Correio do Povo

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]