Mutirões contra a dengue seguem em FW

Com objetivo de eliminar possíveis criadouros do mosquito da dengue, iniciaram nesta semana as visitações no Centro de Frederico Westphalen. O cronograma faz parte do Programa Cidade limpa, da Secretaria Municipal de Saúde de Frederico Westphalen, em parceria com a Secretaria de Obras Viação e Serviços Urbanos, Vigilância Sanitária e Vigilância Ambiental.

As visitas que fazem parte das estratégias de conscientização da população sobre a dengue, foram realizadas pelos Agentes de Combate a Endemias, Agentes Comunitários de Saúde, funcionários do setor do Meio Ambiente e voluntários. A Ação tem como objetivo orientar os moradores para que realizem corretamente a limpeza de suas residências, redobrando os cuidados diários, para que os índices que estão elevados no momento sejam estabilizados.

 

Os principais indícios de contágio

  • Febre alta superior a 38.5ºC.
  • Dores musculares intensas.
  • Dor ao movimentar os olhos.
  • Mal estar.
  • Falta de apetite.
  • Dor de cabeça.
  • Manchas vermelhas no corpo.

Acabe com o mosquito!
Você sabia que só jogar a água fora não elimina o mosquito e seus ovos? Confira algumas dicas de como se livrar de vez do Aedes Aegypti:

  • Não basta secar os reservatórios de água parada, os ovos do mosquito podem viver por mais de um ano em ambientes secos, é preciso limpar o recipiente com água sanitária e esponja, assim eliminando todos os ovos.
  • Caso encontre larvas na água, não as jogue pelo ralo, coloque na terra, para que não se espalhem ainda mais.
  • Não deixe de limpar seu terreno baldio e não deixe entulho acumulado, pois são locais com grande chance de proliferação.
  • É mito que as larvas só se desenvolvem em água limpa, pois os mosquitos podem se desenvolver até em água suja e parada.
  • O uso de inseticidas é eficaz contra os mosquitos desenvolvidos, porém não contra seus ovos.
  • Não se esqueça de usar repelente, principalmente ao amanhecer e entardecer, que é quando há mais incidência de mosquitos.

 

*Ascom/Prefeitura de Frederico Westphalen
(Imagem: Ascom/arquivo)

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]