Kaingangs e guaranis promovem atos e bloqueios no RS e em SC contra o marco temporal

Representantes dos povos indígenas Kaingang e Guarani realizam, nesta quarta-feira (30), uma série de atos no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina em defesa de suas terras e contra a proposta do Marco Temporal que está em julgamento no Supremo Tribunal Federal. O STF deve iniciar hoje o julgamento que definirá o futuro das demarcações das Terras Indígenas no Brasil. O Supremo analisará a ação de reintegração de posse movida pelo governo de Santa Catarina contra o povo Xokleng, referente à Terra Indígena Ibirama-La Klãnõ. O processo tem status de “repercussão geral”, o que significa que a decisão tomada neste caso servirá de diretriz para os demais processos sobre o tema. 

Na BR-386, em Iraí, norte do Rio Grande do Sul, povo kaingang permanece às margens da rodovia. Uma vigília em defesa de seus direitos iniciou por volta das 9h30min desta quarta, com bloqueio da BR. 

 

*Sul 21

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]