Júri do caso Bernardo acontece na próxima segunda-feira

Os quatro acusados de participação no assassinato do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, sentarão no banco dos réus na próxima segunda-feira,  11, em Três Passos. O pai do garoto, o médico Leandro Boldrini, a mulher dele e madrasta da vítima, Graciele Ugulini, a amiga dela, Edelvânia Wirganovicz, e o irmão desta, Evandro Wirganovicz, aguardam o julgamento presos.

O assassinato de Bernardo vai completar cinco anos em 4 de abril. Dez dias após o homicídio, o corpo foi encontrado em uma cova no interior de Frederico Westphalen. Para a polícia, o menino foi obrigado a ingerir alta dose de medicamentos, o que provocou a morte. Em Três Passos, outdoors pedindo justiça foram instalados nos principais acessos. Os hotéis do município e cidades vizinhas estão com reservas lotadas. Em um deles ficará hospedado o corpo de jurados, que deve permanecer isolado ao longo do julgamento – o qual, segundo estima-se, pode durar cinco dias. Também há muitas reservas para jornalistas e estudantes de Direito.

A sala do júri, no Fórum de Três Passos, passou por adequações para receber um público maior. Vinte cadeiras foram instaladas, ampliando a capacidade para 70 pessoas na plateia. Também foi necessário aumentar o espaço destinado aos advogados de defesa, dado que são quatro réus. 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]