Indicativo de greve é aprovado por professores da UFSM

Professores do campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) em Frederico Westphalen aprovaram, por unanimidade, indicativo de greve. Decisão ocorreu  em assembleia realizada nesta quinta-feira, 22.

As três principais reivindicações são o descontingenciamento imediato das verbas da universidade, a rejeição integral do projeto ‘Future-se’ e o atendimento, por parte do governo, da pauta de reivindicações dos docentes das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), aprovada no último Congresso do ANDES-SN e protocolada no início deste ano no Ministério da Economia.

O representante da diretoria da Seção Sindical dos Docentes da UFSM (Sedufsm), Carlos Pires conversou com a reportagem da Rádio Comunitária e explicou os principais portos que levaram a categoria a tomar a decisão: 

Em caso de greve, a ideia, segundo defenderam os presentes à assembleia, é construir uma agenda de debates que inclua não apenas a comunidade universitária, mas toda a população de Santa Maria e região, visto o papel central cumprido pela UFSM. Outro eixo bastante destacado nas intervenções foi o diálogo com os/as conselheiros/as da universidade, a fim de que, a exemplo dos Conselhos Universitários da UFPel e da UFRJ (e de outras oito universidades brasileiras), rejeitem o ‘Future-se’ quando este for colocado em pauta.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]