Idosa natural de Erval Seco é vítima de feminicídio

Foram cerca de duas semanas de buscas e investigação da Polícia Civil em Panambi, desde o desaparecimento da idosa Leonida Springer, 67 anos, natural de Erval Seco e que residia em Panambi. O corpo da mulher foi localizado por volta das 16 horas de sábado, 2, nas águas do rio Palmeira, na divisa entre Panambi e Condor.

O Corpo de Bombeiros ajudou na retirada do cadáver da água. No corpo da idosa estavam amarrados tijolos e uma barra de concreto, sinalizando uma clara ocultação de cadáver. Roupas e pertences da mulher já haviam sido localizados em um poço, próximo do local de localização do cadáver, dias atrás. O principal suspeito da morte, o companheiro de Leonida, Ari Oldemar Schmidt, foi encontrado morto quatro dias após o desaparecimento da mulher. Sua morte foi concluída como suicídio. A Polícia Civil segue o trabalho para a conclusão do inquérito, mas a suspeita de feminicídio seguido de suicídio deve se confirmar.

O Alto Uruguai

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]