Governo do estado autoriza retorno parcial de público nos estádios

Pela terceira semana consecutiva, o governo do Estado decidiu pela manutenção do atual quadro do Sistema 3As, sem emissão de Avisos ou Alertas. A divulgação foi feita após reunião do Gabinete de Crise, na tarde desta quarta-feira (1º/9), com base no monitoramento de indicadores e recomendações feitos pelo GT Saúde. Além disso, o Gabinete de Crise decidiu autorizar o retorno do público aos estádios em competições esportivas, limitado a 40% da capacidade por setor e com teto de 2,5 mil pessoas, além de um cronograma de liberações para eventos sociais.

Durante a reunião, também foram analisadas demandas de setores da sociedade, como pedidos para realização de eventos e mudanças de protocolos. Entre as liberações, o Gabinete de Crise decidiu autorizar a volta do público nas competições esportivas, limitado a 40% da capacidade por setor e com teto de 2,5 mil pessoas, e mediante cumprimento de protocolos, como uso obrigatório de máscara. O início da autorização depende da publicação dos novos protocolos no Diário Oficial do Estado (DOE), o que deve ocorrer nos próximos dias.

Além disso, o Gabinete de Crise discutiu pedidos para a liberação de eventos sociais. A decisão foi por liberar, a partir de 1º de outubro, uso de pista de dança em eventos infantis, sociais e de entretenimento, com teto de 150 pessoas no protocolo variável, podendo chegar a até 350 pessoas caso seja decidido e autorizado pelas regiões. No entanto, será mantida a obrigação do uso de máscara e o cumprimento dos demais protocolos. Por ora, em casas de shows, casas noturnas e similares segue a proibição do uso de pista de dança.

“Estamos avançando nas liberações e redução das restrições devido à melhora no cenário da pandemia no RS e por sermos um dos Estados que mais vacina no país, estando sempre no topo do ranking. A decisão sobre os eventos, assim como outras flexibilizações, serão reavaliadas conforme a gente atingir a meta de completar o esquema vacinal de pelo menos 70% da nossa população, que é o percentual definido por especialistas no mundo todo para a chamada imunidade coletiva”, afirmou o governador.

Todas as mudanças serão detalhadas em decreto e só estarão válidas após publicação no Diário Oficial.

Federação se manifesta após estado autorizar retorno parcial de público aos estádios

A Federação Gaúcha de Futebol se manifestou quanto a liberação do governo do estado do retorno parcial de público aos estádios do Rio Grande do Sul. Os eventos de futebol têm sido realizados sem torcida desde março de 2020, devido à pandemia de Covid-19.

A retomada será gradual. O limite para a presença de público será de 2,5 mil pessoas por evento, sendo que cada setor só poderá receber 40% de pessoas. O início da autorização depende da publicação dos novos protocolos no Diário Oficial do Estado, o que deve ocorrer nos próximos dias.

 
 
 

A Federação Gaúcha de Futebol desenvolveu um protocolo geral para a retomada do futebol com presença de torcida e também esteve presente durante todo o processo de discussão do retorno do público aos estádios, sabedora da importância que a receita de bilheteria tem para os clubes, além da geração de emprego que o esporte proporciona de forma direta e indireta em todas as regiões do Rio Grande do Sul.

 
 
 

– Foi uma tratativa longa e muito ponderada dada a importância do fato e do momento. Acredito que esse é um primeiro e fundamental passo para que consigamos construir a retomada cada vez mais completa do futebol, assim como outros setores da sociedade já estão fazendo com sucesso. Contamos agora com o apoio dos clubes e da sociedade como um todo para que possamos seguir sempre em frente – ressalta o presidente da FGF, Luciano Hocsman.

 
 
 

Público em estádios, quadras e demais eventos esportivos:

 

– 40% do público, por setor (vedado concentrar em único setor)

 

– teto de 2.500 pessoas

 

– abertura antecipada dos portões, para evitar aglomeração

 

– ordenamento na saída por setor, para evitar aglomeração na dispersão

 

– manutenção de distanciamento entre grupos, vedada aglomeração

 

– monitores para cumprimento de protocolos por parte do público

 

– venda de ingressos presencial exclusivamente em datas anteriores ao evento

 

– venda de ingressos na data exclusivamente por meio eletrônico

 

– manutenção do uso obrigatório da máscara, conforme lei federal

 
 
 
 
 
 
 
 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]