Frederico Westphalen registra mais de 300 casos confirmados de dengue

Apesar da diminuição temporária de casos suspeitos de dengue na região, as ações realizadas para prevenção e combate do Aedes Aegypti devem ser contínuas, já que muitos municípios possuem focos do mosquito e outros com índices elevados de infestação. Os ovos do mosquito sobrevivem por volta de 400 dias no local após a implantação. Frederico Westphalen possuí, atualmente, mais de 300 casos de dengue confirmados e cerca de 530 notificações. Alpestre também possui números elevados, são mais de 120 casos confirmados da doença.

Para evitar ocorrências de dengue em áreas livres da circulação viral, é necessário detectar precocemente epidemias para realizar o controle das mesmas, reduzindo o risco de transmissão nas áreas endêmicas, evitando assim, casos graves da doença.

Ações de prevenção devem continuar

As atividades de rotina que têm como principal função reduzir os criadouros do mosquito, empregando-se preferencialmente métodos mecânicos ainda devem ser realizadas.  Os larvicidas, quando indicados, devem ser empregados somente nos recipientes que não possam ser removidos, destruídos, descartados, cobertos ou manipulados de forma que se tornem incapazes de permitir a reprodução do vetor. As ações de rotina, além de contribuir para a redução da infestação por Aedes aegypti, podem evitar a sua reintrodução em outras áreas.

Confira os números divulgados pela 19ª Secretaria Regional da Saúde:

13315618_1813507572210807_3083307745828549720_n

19ª CRS

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]