Frederico Westphalen possui dois casos confirmados de dengue e mais de 20 suspeitos

Foram confirmados nesta semana os dois primeiros casos de dengue de Frederico Westphalen. Mesmo com todas as ações de prevenção, as autoridades de saúde continuam pedindo a colaboração de toda a população para auxiliarem na eliminação dos criadouros.

– Nós só conseguiremos de fato vencer um possível surto com a participação de todos. Enquanto a comunidade não se conscientizar de cuidar do seu terreno da sua casa, o risco de um surto de dengue no município não está descartado – comentou a secretária municipal de Saúde, Marly Vendruscullo.

Os dois casos confirmados até o momento se encontram no bairro Fátima. Outros 20 estão sendo investigados na localidade e mais dois casos no bairro Ipiranga. “Estamos preocupados. Sabemos que nossa estrutura não comporta, e sim, estamos na eminência de um surto de dengue em Frederico Westphalen”, enfatizou Marly.

Os dois casos confirmados são importados, porém muitos casos autóctones são investigados.

As ações

Além das ações de eliminação dos possíveis focos e de orientações à população, nos dias 24 e 25, agentes das secretarias de Saúde e de Obras, agentes da 19ª Coordenadoria Regional de Saúde (19ª CRS) e da 4ª CRS, com sede em Santa Maria, estão auxiliando no mutirão com o ‘Fumacê’ nos quarteirões próximos aos casos confirmados.

De acordo com o médico-veterinário da 19ª CRS e responsável pelo setor de epidemiologia, Mauro Dornelles, foram realizados bloqueios que consistem na vistoria, eliminação dos focos do mosquito e utilização de fumaça composta por óleo mineral adicionado de inseticida, que mata os mosquitos adultos. “Vistoriamos 100% das residências localizadas em um raio de 300 metros a partir do local onde ocorreu o primeiro caso. A orientação é que façamos cerca de cinco ciclos, um a cada semana, então na semana que vem estaremos novamente no bairro”, explicou.

Marly destacou ainda que o inseticida só mata o mosquito adulto. “É muito importante que se elimine os focos e que essas ações sejam contínuas. Sempre pedimos a colaboração da população e agora, com os primeiros casos confirmados, os cuidados precisam ser redobrados”.

Dentre as orientações para os moradores das ruas Tamoios, Guarapes, Tapajós e Avenida Luiz Milani, que estão recebendo a aplicação do “fumacê”, estão: deixar portas e janelas abertas, abrir portões para que o agente possa entrar nos terrenos, proteger alimentos e deixar os animais de estimação presos.

Folha do Noroeste

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]