Enfim, você veio!

Não, eu não me refiro ao primeiro ponto do União Frederiquense na Divisão de Acesso, e sim, a você torcedor. A sua presença neste jogo diante do Glória foi fundamental para mudar a melancólica atmosfera que pairava sob a Arena.

Você gritou.

Você cobrou.

Você apoiou até o final.

Isso sim, é futebol.

Futebol que o União Frederiquense voltou a apresentar com mais qualidade na nublada/ensolarada tarde de domingo (10) na Arena.

Das cinco contratações que a direção fez para não ser rebaixado, três estiveram em campo desde o apito inicial. Os meio-campistas Lenílson (como capitão da equipe) e Lucas Crispim, além do centroavante Rodrigo Silva.

Daniel Franco colocou em campo um time completamente diferente das outras rodadas da competição, em nomes e postura.

O que vimos foi um União Frederiquense mais agressivo, com mais volume de jogo e querendo fazer do seu estádio uma verdadeira jaula.

De leão para leão, por muito pouco o de Frederico Westphalen não conseguiu mais do que um ponto.

O time teve duas oportunidades muito claras. A primeira, ainda na etapa inicial, a equipe frederiquense teve paciência, mas muita paciência, para trocar passes. Passes simples, até descolar o cruzamento para Rodrigo Silva. O novo centroavante do clube apareceu sozinho na entrada da pequena área e, meio desengonçado, testou para fora. Já no segundo tempo, quem teve a principal chance do jogo foi o zagueiro Consolaro.

Quando o ponteiro apontava para os 48′ de jogo, João Artur cobrou escanteio pela esquerda e o zagueiro cabeceou firme, mas, no susto, Vandré defendeu.

Se não fossem os impedimentos assinalados pela arbitragem — impedimentos duvidosos que só uma TV pode tirar a dúvida — o União Frederiquense teria, no mínimo, mais duas chances claras, com Alex Junio. Foi, justamente, nestes dois impedimentos, que a dupla Alex Junio e Lucas Crispim mais funcionou. Algo que pode ser corrigido com treinamento, ou uma operação nas vistas.

Mas não foi dessa vez.

Sem a movimentação no placar, a equipe de Frederico Westphalen conquista o seu primeiro ponto na competição, e mais. Conquista um pouco mais de confiança para sair desta incômoda situação e também com mais opções no cardápio de jogadas.

E o principal, o conjunto da equipe foi bem. Obviamente alguns jogadores apareceram um pouco mais que os outros, entretanto, o principal ponto positivo do União Frederiquense foi a boa atuação do grupo. Afinal, bater de frente com um adversário que é considerado um dos possíveis a conquistar a vaga para a Primeira Divisão, não é para qualquer um. O União Frederiquense não é qualquer um e mostrou isso dentro de campo.

A mudança de postura é um bom sinal.

A melhora é significativa.

É cedo? É.

A sequência é difícil? É.

Dá para acreditar? Dá.

Então, acredite você também torcedor. Permaneça fazendo da Arena um verdadeiro inferno, e não em uma partida de tênis.

Sempre atenciosamente com atenção.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]