Eleitos os novos diretores das escolas estaduais da 20ª CRE de Palmeira das Missões

Nos últimos dias, 30 de novembro e 1º de dezembro, ocorreram em toda rede Estadual de Ensino as Eleições das novas Equipes Diretivas para a gestão de 2022/2024. Nos 28 municípios abrangidos pela 20ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Palmeira das Missões, das 81 instituições escolares, o Processo de votação das novas Equipes Diretivas, aconteceram em 51 instituições de ensino. Dessas, apenas uma contou com mais de uma chapa.

Em 16 Escolas da Regional de Educação, não houve inscrições de chapas; logo, as indicações ocorreram por meio da “Ata de declínio”, que está prevista na Lei de Gestão Democrática. A qual prevê que as instituições de ensino que não obtiverem candidatos, o representante será um membro do magistério ou servidor, estável e em exercício no estabelecimento de ensino, que possuir maior tempo de convocação estadual, os cargos de Vice- e Diretor Escolar.

Já nas escolas indígenas da 20ªCRE, o processo se dará por meio de indicação de algum membro do magistério que estiver em efetivo exercício dada as especificidades e peculiaridades dos referidos estabelecimentos de ensino, considerando as indicações das lideranças indígenas dessas comunidades. Ainda, nos dois Núcleos de Educação de Jovens e Adultos (NEEJAS), o processo também ocorre por meio de Indicação da Secretaria Estadual da Educação. 

Votaram nas eleições escolares, alunos regularmente matriculados no estabelecimento de ensino. A partir do 5º ano ou maiores de 12 anos, os pais, os responsáveis legais ou responsáveis de alunos menores de 18 anos, funcionários e professores. Esse ano ainda todas as instituições de ensino Estaduais contaram com voto presencial, e eletrônico, através de Chromebooks disponibilizados às escolas pela Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

Para a Coordenadora da 20ª CRE, Jogelci do Carmo, de modo geral o processo, apesar de ser realizado de maneira diferente dos demais anos, foi tranquilo e inovador, pois passou a contar com o uso da tecnologia. “Neste ano, vivenciamos a cidadania digital no Processo de Eleição/Indicação de diretores e vice-diretores, com o voto eletrônico nas escolas. Registramos um momento histórico vivenciados pelas escolas que foram às urnas. Essas passaram a protagonistas desse processo e do voto eletrônico”, declarou Jogelci.

Cabe ressaltar o trabalho da Comissão Regional da 20ªCRE e do NTE e Sistema Informatizado Escolar (ISE), bem como o das Comissões Eleitorais nas Escolas e dos secretários ou responsáveis pelo ISE nas Escolas.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]