Diretora-geral da URI vai ao DF tratar sobre credenciamento do Laboratório de Leite

A Diretora-geral da URI, professora Dra. Silvia Regina Canan, esteve no dia 25 de março em Brasília, acompanhada do professor da Instituição Dr. Sandro Rogério Giacomelli, Coordenador do Programa Polos de Desenvolvimento Tecnológico, para uma importante audiência na Coordenação-Geral de Apoio Laboratorial-CGAL/DAS, para tratarem do processo de Credenciamento do Laboratório de Análise de Leite, situado no Campus II da URI.

O Laboratório montado com tecnologia de ponta e com grande financiamento público foi recentemente inaugurado e precisa concluir seu processo de credenciamento para que possa realizar análises de amostras de leite, contribuindo para a qualidade do leite produzido na região. A audiência foi agendada porque a URI precisa, como última fase antes de encaminhar o processo à Coordenadoria Geral de Acreditação do INMETRO, realizar ensaios interlaboratoriais, para isso necessita do fornecimento de amostras produzidas no Lanagro/MG, que é o único provedor de ensaios de proficiência disponível no Brasil para este segmento de ensaio. Esses laboratórios realizam e controlam análises e ensaios laboratoriais de suporte à ação fiscalizadora do MAPA; desenvolvem e validam metodologias; produzem e mantêm materiais de referência; além de implantar um sistema de gestão de qualidade e manutenção da biossegurança.

A Diretora-geral e o professor Sandro foram recebidos pelo Dr. Leandro Barbieri de Carvalho – Coordenador-Geral de Apoio Laboratorial e por Rodrigo Barbosa Nazareno Coordenador-Geral de Apoio Laboratorial Substituto para apresentarem um Dossiê contendo todo o histórico de criação do Laboratório e também cartas de apoio ao credenciamento do Laboratório de Análise de Leite enviado por municípios, entidades e laticínios de toda a região. O Brasil conta hoje, somente com 10 laboratórios de análise de leite, enquanto que o país vizinho, a Argentina, referência em qualidade na área de lácteos, possui 40 laboratórios.

A reunião foi muito importante e a URI aguarda novos encaminhamentos por parte da CGAL para os próximos encaminhamentos. “Voltamos muito esperançosos de que em breve teremos as amostras e num tempo não muito longo, nosso laboratório estará atuando com toda sua capacidade em prol de nossa região, cumprindo o papel social para o qual foi criado que é ajudar na qualificação do leite aqui produzido”, expressou a Diretora-Geral da URI, Silvia Regina Canan.

A.I/Uri

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]