Diocese de FW divulga nota sobre participação de diácono em ato político

A Diocese de Frederico Westphalen divulgou nesta terça-feira, 2, uma nota pautando sobre a participação do diácono Arildo Crespan em um ato político realizado na tarde de domingo, 30, no município.  Confira na íntegra:

A chancelaria do Bispado, vem por meio desta nota esclarecer o ocorrido no dia 30 de setembro, onde o diácono permanente Arildo Crespan, rezou um Pai-Nosso e deu uma benção em um ato Político ocorrido na Praça da Matriz.

Primeiramente o diácono Arildo, como qualquer cidadão, tem o direito de apoiar e votar em quem quiser, isto é democracia. Arildo Crespan falou e fala como cidadão brasileiro e não em nome da Igreja. Quanto a Benção dada, foram pedidas explicações ao diácono, sendo o mesmo advertido, pois desenvolveu seu ministério diaconal num ato político, extrapolando a competência adquirida em sua ordenação diaconal, criando divisão entre os fiéis católicos e escandalizando a outros.

  A Diocese de Frederico Westphalen, na pessoa do seu Bispo Dom Antonio Carlos Rossi Keller pede desculpas a quem se sentiu ofendido. Recordo que o equívoco de associar a manifestação individual e pessoal do diácono com a Igreja Particular da Diocese de Frederico Westphalen, partiu de uma pessoa nas redes sociais, sem ao menos, buscar o diálogo e apurar a verdade dos fatos, gerando ataques duros e injustos, quanto a Ação Evangelizadora desta Igreja, a qual esmera em buscar do bem comum de todos os fiéis católicos.

A Diocese de Frederico segue estritamente os ensinamentos do Magistério oficial, especialmente através dos últimos papas (Incluindo o Papa Francisco). “Há grande política e a pequena política. A Igreja não deve meter-se na política partidária. A Política, a grande política, é uma das formas mais elevadas de amor. Por quê? Porque está orientada para o bem comunidade todos”.

Reitero o nosso compromisso em dialogar, na busca da verdade, livre de qualquer ideologia, pois a essência do cristianismo é uma pessoa – a Pessoa de Jesus Cristo – e não uma ideologia, daí a missão da Igreja de buscar, dentro da moral cristã o bem comum e do compromisso com a verdade.

Dado e passando na Chancelaria do Bispado, no 2 de outubro de 2018.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]