Dia que antecede julgamento de Lula é marcado por grandes atos em Porto Alegre

Inúmeras manifestações de movimentos sociais estão tomando as rua de Porto Alegre desde ontem, quando iniciou a semana de luta em defesa do ex presidente Lula, tendo em vista o julgamento desta quarta-feira, dia 24.  

A manhã desta terça-feira (23) deveria ter começado com o Encontro de Mulheres pela Democracia com Lula na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. No entanto, um corte no fornecimento de energia atrasou em mais de duas horas o início dos seminários que reuniriam nomes como a senadora e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, a ex-ministra de Políticas para Mulheres Eleonora Menicucci e a ex-presidente Dilma Rousseff. O ato acabou acontecendo em um caminhão de som, em frente à Assembleia, onde Dilma iniciou sua fala criticando a falta de luz na AL-RS. “Desde que eu estou aqui no Rio Grande do Sul, e lá se vão uns 50 anos, a Assembleia Legislativa não teve energia elétrica [pela primeira vez] pra receber um ato democrático (…) Nós mulheres demonstramos mais uma vez, junto com todos os companheiros que estão aqui nos prestigiando, que nós sabemos resistir”, afirmou a ex-presidenta.

O evento faz parte do programa de manifestações pela absolvição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Por conta dos cortes de luz, o Teatro Dante Barone da Assembleia se esvaziou. As pessoas foram para a rua e transformaram o encontro no Ato de Mulheres pela Democracia.

Um carro de som chegou, rapidamente, ao entorno da Praça da Matriz. Ali, além de Dilma, falaram lideranças como a deputada federal Maria do Rosário (PT), que afirmou que as mulheres presentes se posicionavam contra a agenda de ação do governo Temer – responsável por ações como a PEC 181.

A defesa dos direitos femininos significa desenvolvimento social e a defesa da democracia com mais liberdade e mais autonomia disseram as deputadas federais Benedita da Silva (PT):

 e Manuela D’Ávila (PCdoB) :

Dilma foi a última a se manifestar, chegando através de um cordão de segurança composto apenas por mulheres civis. Ela defende que o processo, iniciado em seu impeachment, seguiu seu curso com as propostas do governo Temer – como o fim do programa Aqui Tem Farmácia Popular, o sucateamento do Mais Médicos e de outras iniciativas sociais. Para Dilma, isso atende a interesses internacionais, ignorando “o que é melhor para o povo”. “A terceira parte desse processo se consolida com a condenação de Lula e sua impossibilidade de concorrer. Eles não têm candidatos. E não sabem que política social nesse país se faz para milhões, não para algumas dezenas”, afirma.

Grande ato do dia com a presença de LULA

Lula desembarcará em Porto Alegre por volta das 17h. Não se tem ainda uma confirmação oficial. Às 18h ele participa de ato na Esquina Democrática, no centro da Capital. Políticos, integrantes de movimentos sociais estão no aeroporto esperando a chegada. Ele será escoltado por agentes da Polícia Federal. Um grande aparato de segurança também está montado.

Policiais da Brigada Militar a agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) fazem a segurança da saída do portão 8 do aeroporto. A EPTC afirma que está no local por precaução, caso houvesse grande público.

Lula chega à Capital gaúcha praticamente 15 anos depois de um discurso histórico. Em 2003, recém-eleito, Lula proferiu uma fala importante no Anfiteatro Pôr do Sol, em alusão ao Fórum Social Mundial, para uma plateia empolgada. Mais tarde, no Centro, ele voltará a discursar para seus apoiadores e movimentos sociais que o defendem. Pois, amanhã, na sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), três desembargadores irão julgar o seu recurso contra a sentença do juiz Sérgio Moro (condenação) no caso do triplex do Guarujá. 

Porto Alegre está em efervescência. Movimentos sociais, como o MST, políticos, jornalistas do mundo inteiro estão na Capital para acompanhar o julgamento. As forças de segurança bloquearam ruas, montaram um esquema especial.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]