Com flexibilizações no comércio, índice de isolamento no RS fica em 38,6%

O Rio Grande do Sul voltou a registrar queda acentuada no índice de isolamento social na última semana. Estudo divulgado nesta segunda-feira, 10, pelo Comitê de Dados do governo do Estado no enfrentamento da Covid-19 mostra que o percentual da população gaúcha que evitou aglomerações ficou em apenas 38,6%. Medido em um período de sete dias, fechado no último sábado, 8, o percentual é 3,5 pontos inferior ao medido no monitoramento anterior.

É o menor índice de isolamento social desde março. Na sexta-feira, 7, o índice foi de apenas 34,1%, o que separadamente colocaria o RS na pior posição na comparação com os demais Estados.

O comportamento se explica em boa parte pela flexibilização de algumas atividades previstas para a bandeira vermelha no modelo de Distanciamento Controlado adotado desde maio. Na última semana, o modelo permitiu, por exemplo, o funcionamento do comércio não essencial em horários restritos e com limitação de atendimentos.

A média nacional igualmente registrou queda na última semana, conforme o mais recente estudo realizado a partir do monitoramento de aplicativos em celulares, com base em dados disponibilizados pela empresa InLoco. Depois de vários períodos se mantendo em patamar próximo de 40%, agora o índice do país ficou em 38,2%. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda distanciamento mínimo de 50%

Com pequenas quedas na relação com o último levantamento, Acre (42,2%) e Piauí (41,1%) seguem com os melhores indicadores. Embora muito perto agora da média apurada em todo o país, o índice gaúcho segue à frente dos os demais Estados do Sul. Entre os dias 2 de agosto e o último sábado (8/8), Santa Catarina registrou índice de isolamento social de 37,9% e o Paraná ficou em 37,1%.

Nas regiões gaúchas

Também com recuos diante da média apurado pelo estudo anterior, as regiões de Lajeado (34,1%) e Santa Rosa (34,6%) seguem entre aquelas com os menores índices de isolamento social. São seguidas pelas regiões de Caxias do Sul (35%) e de Bagé (35,3%). Na média dos dias úteis da semana passada, a média na área de Lajeado chegou a cair para 31,8%.

As regiões de Pelotas (41,6%), Porto Alegre (40,4%), Capão da Canoa (38,6) e Uruguaiana (38,6%) seguem, pela ordem, as que apresentaram os melhores indicadores, embora tenham acompanhado as mesmas quedas da média do RS. O monitoramento confirma um comportamento diferente dos gaúchos em fins de semana, quando o índice de isolamento ficou 44,5% na mais recente pesquisa. Nos dias úteis o percentual de quem evitou aglomerações ficou em 36,2%.

O estudo passou a ser apresentado aos integrantes do Gabinete de Crise do governo do Estado nas reuniões das segundas-feiras, quando são analisados os recursos de prefeituras e associações de municípios ao mapa preliminar do Distanciamento Controlado que passa vigorar no dia seguinte.

• Clique aqui e acesse o mais recente levantamento do Índice de isolamento social no RS durante a pandemia de Covid-19

*Secom

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]