Caso de Zika Vírus é confirmado em Frederico Westphalen

Confirmados nesta sexta-feira, 18, cinco novos casos de zika vírus no Rio Grande do Sul. A informação foi divulgada pelo secretário estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis, através do Twitter. Segundo Reis, dois deles seriam autóctones (contraídos no Estado) e um envolveria uma mulher que se encontra no primeiro trimestre de gestação, moradora de Frederico Westphalen. Por ser gestante, Gabbardo explicou que ela terá um acompanhamento especial, com um número maior de exames no pré-natal, como ultrassonografia. Caso seja identificada alguma má-formação ela já será incorporada ao programa de assistência.

O secretário ainda recomendou o adiamento de gravidez no Rio Grande do Sul. “Para aquelas mulheres que estão planejando uma gravidez a minha recomendação é que esperem. Além disso, as atuais gestantes deverão redobrar os cuidados”, afirmou.

A recomendação às gestantes em geral é que utilizem repelente, usem roupas que cubram pernas e braços, além da eliminação de possíveis focos de proliferação do mosquito, como com água parada. A zika tem sido ligada aos casos de microcefalia em recém-nascidos. Segundo o último balanço do Ministério da Saúde, 4.268 casos suspeitos continuam em investigação no país. Até o momento, 863 foram confirmados para microcefalia e outras alterações no sistema nervoso central e 1.349 descartados.

Dos cinco casos, os importados estão em Porto Alegre, Santo Ângelo e Teutônia. Nos casos autóctones, além do registrado na gestante,  há outro que envolve uma jovem de 18 anos moradora de Santa Maria. Segundo o secretário, ela teria contraído a doença possivelmente de um encontro com o avô, que é um caminhoneiro. O homem de 68 anos teve a confirmação de zika, que foi pega em viagem ao Mato Grosso. Ele mora em Santo Ângelo. Também houve a confirmação de um caso importado de um residente de Porto Alegre que contraiu a doença em visita ao Rio de Janeiro. O quinto e último caso é de um idoso morador de Teutônia e que também viajou para fora do Estado.

Diante desse panorama, o secretário anunciou uma série de novas condutas. Haverá a intensificação das ações em três cidades: Santa Maria, Frederico Westphalen e Santo Ângelo. “Iremos dar apoio às secretarias municipais para que haja visitação a todas as residências. Além disso, será pedida ajuda ao Exército nestas localidades”, afirmou. Haverá ainda a reanálise dos casos suspeitos de dengue de pacientes moradores dessas cidades. Elas serão testadas desta vez para zika.

C.P.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]