Basegio denuncia quatro deputados em delação

A delação do ex-deputado estadual Diógenes Basegio contém denúncias a quatro parlamentares da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, de acordo com o presidente da Casa, deputado Marlon Santos (PDT). Ele se reuniu com membros do Ministério Público nesta terça-feira para tratar do processo.

Inicialmente, cinco deputados foram citados, mas, por falta de consistência, o número foi reduzido para quatro. A acusação é de que também teriam praticado malfeitos em seus gabinetes, ações que resultaram na perda do mandato do agora delator. Os atos supostamente praticados pelos envolvidos são anteriores e até 2015.

Marlon Santos afirmou estar preocupado que a delação cause “danos coletivos” à Assembleia e criticou as denúncias. “É uma vingança contra os colegas. Se ele sabia porque não relatou antes? O Judiciário deve ter atenção a isso”, afirmou. “Não podemos brincar com reputações.” O presidente da Assembleia pediu comprometimento pelo sigilo da delação.

A delação premiada foi homologada na 10ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça. O acordo poderá reduzir eventual pena a reclusão que Diógenes Basegio venha a ser condenado. Em novembro de 2015, ele foi teve o mandato cassado por unanimidade. Baségio respondeu a processo por quebra de decoro parlamentar após denuncias realizadas pelo seu ex-chefe de gabinete Neuromar Gatto. O ex-deputado foi acusado de cometer extorsão de salário de funcionários e fraudes na utilização de diárias e cota de gasolina.

C.P.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]