Assalto ao Banco Central completa 10 anos

Há 10 anos, foi realizado o maior assalto a banco da história do país. Quase R$ 165 milhões foram levados da caixa-forte do Banco Central do Brasil, em Fortaleza, no Ceará.

Três meses antes do furto, a quadrilha alugou um imóvel a cerca de 80 metros do Banco Central. Com a desculpa de reformar a casa, cavou um túnel até o banco. A obra ficou pronta em três meses e tinha sistema de ar-condicionado e energia elétrica. O túnel foi ainda escorado com vigas de madeira e revestido de lonas de plástico para evitar desabamentos. Escavado a 4 metros de profundidade, atravessou a Avenida Dom Manoel, uma das mais movimentadas do centro de Fortaleza.

Durante o fim de semana, com o banco fechado, os ladrões perfuraram o piso da caixa-forte. Onze pessoas participaram diretamente do furto. Mas, segundo a polícia, o número de envolvidos chegou a quase 40, incluindo suspeitos que trabalhavam no banco. Em poucas horas, foram transportadas 3 toneladas e meia de dinheiro.

Com a ajuda de agentes infiltrados, a polícia descobriu a identidade dos chefes da quadrilha. Com isso, 26 das 36 pessoas envolvidas acabaram presas, mas apenas R$ 53 milhões foram recuperados.

A história do crime gerou um filme. Lançado em 2011, “Assalto ao Banco Central”, foi dirigido por Marcos Paulo. Lima Duarte, Giulia Gam, Cassio Gabus Mendes e Antônio Abujamra estão no elenco do filme.

Radioagência Nacional

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]