53ª Operação Viagem Segura segue até o final do domingo

Começou à zero hora desta quarta-feira (30), para o feriadão de Ano Novo, a 53ª Operação Viagem Segura. O reforço das ações de fiscalização, que reúne diversos órgãos para prevenir acidentes de trânsito no Estado, segue até o final do domingo (03). Historicamente, o Réveillon não está entre os feriados mais violentos no trânsito, mas o grande movimento esperado nas estradas inspira cuidados redobrados.

A média nos últimos cinco anos foi de 4,7 vítimas fatais/dia no feriadão da virada do ano, bem abaixo da média geral dos 15 feriados prolongados em que é realizada a operação (6,6 mortes/dia). No ano passado, foram 18 mortes nos seis dias de operação. Na estatística do Detran/RS são contabilizadas as vítimas que vêm a óbito até 30 dias pós acidente (por isso o número pode ser diferente das notícias divulgadas ao final do feriado).

Desde que teve início a Operação Viagem Segura, no feriado de 15 de novembro de 2011, já são mais de quatro milhões de veículos fiscalizados. No período, foram registradas quase 627 mil infrações, recolhidos 62 mil veículos e 16 mil CNHs. Foram realizados, nessas operações, 109 mil testes de etilômetro e registradas 12 mil infrações por embriaguez.

Megablitz

Além da Operação Viagem Segura nas rodovias e vias municipais do RS, Detran/RS, Brigada Militar, Polícia Civil e EPTC realizam mais uma operação integrada na Capital. A megablitz da Operação Viagem Segura começa às 19h desta quarta-feira (30) e se estende até a madrugada com a participação da Balada Segura.

Sobre a Viagem Segura

A Viagem Segura reúne Polícia Rodoviária Federal, Detran/RS, Polícia Civil, Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM em operações de fiscalização nos feriadões e finais de semana em que é esperada uma maior movimentação nas estradas e vias municipais. Também atuam como parceiros órgãos de trânsito municipais (EPTC em Porto Alegre), Cetran/RS, Famurs, Daer, Dnit, EGR e ANTT.

A integração dos órgãos de fiscalização em iniciativas como a Viagem Segura tem sido apontada como um dos fatores para a redução da acidentalidade no Rio Grande do Sul. De janeiro a novembro deste ano, foram 17% acidentes a menos e 15% menos mortes no trânsito, um resultado importante, que mantém o Estado dentro da meta da Organização Mundial de Saúde (OMS) para a Década de Ação para a Segurança no Trânsito.

Detran RS

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


CAPTCHA Image[ Atualizar Imagem ]